História e humor na sala de aula; Carlos Lombardi

Sempre utilizando exemplos humorísticos em suas aulas, o professor Elias Thomé Saliba, livre-docente do departamento de História da USP (Universidade de São Paulo), pode ser a pessoa mais autorizada a fazer algum comentário sobre O Quinto dos Infernos, série da Globo que foi apresentada aos telespectadores brasileiros como uma versão bem-humorada de nossa história.

Com 12 anos de trabalho no ensino médio, doutorado em História pela USP e vários estudos e artigos sobre a representação humorística, inclusive com um recente título, Raízes do riso (Cia das Letras, 2002), Saliba considera inútil apontar “erros” históricos em obras ficcionais. Ele entende que “as invenções podem ser historicamente criativas”.

Nesta entrevista, o professor faz algumas críticas à minissérie de Carlos Lombardi, mas acima de tudo ajuda a desvendar a atividade de historiador como uma interrogação racional do passado em função das inquietações do presente, e que pode ser muito divertida

Mangá Messias, o Jesus ao estilo do Japão

Caras, acho muito legal a história de Jesus. Acredito nele de verdade e no que ele fez e faz. Sei lá, sou da linha que acredito em Jesus. Mas o jóia é que agora encontrei mais uma história em mangá de Jesus.

Jesus contado ao estilo do japão

Trata-se do Mangá Messias, uma histórias de Jesus ao estilo do Japão. Diretamente das páginas do livro mais vendido do mundo. Tudo se passar com a mesma história, mas com imagens desenhadas nas linhas do Mangá.

Não sei quanto a vocês, mas vou logo arrumar uma dessas versões mangá do Messias. É sobre o homem mais polêmico que já existiu sobre a face da Terra… e que aqui é contada no formato gráfico mais genial do planeta.

Lá, a palavra mangá quer dizer apenas “gibi”. Mas, fora daquele país, o conceito de mangá está vinculado ao desenho característico dos gibis japoneses, um estilo que ganhou popularidade fenomenal e se espalhou pelo mundo afora

Baseado exclusivamente em histórias bíblicas, este volume aborda os 4 evangelhos. O MANGÁ MESSIAS É TODO COLORIDO! A principal motivação para este projeto é o enorme potencial do estilo mangá como ferramenta para a evangelização da geração plugada em videogame e internet.