Sandy Brigde, Chips da intel pode solucionar problemas com a pirataria

Os chips “Sandy Brigde”, acabam de ser apresentados pela gigante do setor Intel e é vista pelo meio cinematográfico como uma solução que possibilitará a difusão de filmes pela internet. Até o presente momento, a Warner Brothers havia evitado colocar on-line filmes em alta definição ou em 3D, com medo da pirataria.

 

 

Para a Intel, o produto é o melhor e mais revolucionário sistema já construído. O diretor-geral Paul Otellini, promete um desempenho de alta qualidade para jogos, imagens e filmes, em um contexto onde o entretenimento é cada vez mais consumido on-line e no computador.

 

 

Além da Warner Brothers, vários estúdios de cinema, como a 20th Century Fox e DreamWorks, bem como o indiano Yash Raj Films, trabalharam com a Intel para ajudar a desenvolver um dispositivo antipirataria para o Sandy Brigde, o que pode marcar o advento de uma nova forma de difundir filmes.

 

 

Esses estúdios oferecerão seus filmes para computadores equipados com Sandy Brigde via serviços de difusão on-line como Cinema Now. As imagens poderão ser, em seguida, redirecionadas do computador para a televisão.

 

 

Além de beneficiar a indústria do cinema, os chips Sandy Bridge são igualmente poderosos para gerar sistemas de reconhecimento de movimento, o que é promissor para o setor de jogos.

 

 

Segundo ele, os avanços permitidos pelo Sandy Bridge são tantos que daqui a dois ou quatro anos, os teclados serão tão ultrapassados que vão parecer coisa da “Idade Média”. “Em pouco tempo, não saberemos mais se estamos no mundo real ou no mundo virtual”, acrescentou.

 

 

 

Até Breve!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *