Como Escolher o Melhor Plano de Previdência

Previdência Privada ou Previdência Complementar é uma forma de segura contratado para garantir uma renda ao comprador ou seu beneficiário. A previdência privada é um sistema que visa acumular recursos que garantam uma renda mensal no futuro, no período em que se deseja para de trabalhar.

Previdencia Privada Como Escolher o Melhor Plano de Previdência

O Plano de Previdência é uma ótima opção atualmente para deseja complementar a aposentadoria do governo que tem um valor muito baixo. E uma opção também para quem quer garantir uma renda razoável ao fim de sua carreira profissional. Para quem quer ter um maior conforto no futuro quanto mais cedo começar a pagar é melhor.

Planos de Previdência Privada

VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre) é uma das modalidades de plano previdenciário privado adotado no Brasil. A vantagem do VGBL é a inexistência de gastos para a transmissão de heranças. Em inventários, a soma de impostos sobre a herança, custos judiciais e honorários de advogados consomem cerca de 10% do patrimônio recebido pelos herdeiros.

Em alguns estados, o Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação de quaisquer Bens ou Direitos (ITCMD) pode chegar a 8%. Além disso, honorários de advogados podem consumir de 6% a 20% da herança. Como os recursos que estão no VGBL não entram no inventário, eles deixam, portanto de ser taxados.

O PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) é uma das modalidades de plano previdenciário privado. Tanto o PGBL quanto o VGBL tem por finalidade a acumulação de recursos no longo prazo com vistas a complementação da renda na aposentadoria. Para tal, gozam de incentivos fiscais com relação às demais aplicações financeiras no período de aplicação.

A principal característica do PGBL é a possibilidade de dedução das contribuições no calculo do imposto de renda, até um limite de 12% da renda total tributável. Quando dos resgates, a tributação do Plano incidirá sobre o principal e os rendimentos. Pode ser regressiva – atingindo 10% no final de 10 anos – ou progressiva, que dependendo da faixa tributária do contribuinte participante, pode chegar ao máximo de 27,5%.

Você deve atentar para esses dois tipos de planos citados acima e ver qual o que se encaixa melhor no seu perfil e para obter maiores informações procure o banco o qual você tem interesse em adquirir um plano de previdência e tire todas suas dúvidas e comece a investir no seu futuro.